Páginas

NOVO TRATAMENTO/PERÍCIA INSS



     

      Olá meus amores e minhas amoras, tudo bem com vocês???


     Vocês se lembram que falei a um tempo atrás, que havia me consultado com uma neurologista especialista e ela tinha dito que eu piorei...

     Que o tratamento que eu estava fazendo naquele momento, não estava funcionando, e que na EDSS eu estava no 4,0. 
    Eu fiquei muito mal com a notícia, procurei minha médica e ainda assim não obtive respostas conclusivas sobre o que estaria acontecendo. 
    Quando fomos pra Bertioga no final do ano, minha vitamina d estava acabando, aí foi viagem, Natal, Ano Novo, meninos e marido de férias em casa e quando eu me dei conta, passei um mês sem tomar absolutamente nada!!!
    Gente, foi o mês mais produtivo, mais ativo, mais gratificante que tive desde o meu diagnóstico, eu me senti bem, ativa, disposta, sem dores, até esqueci da EM.
    Mas quando me dei conta de que eu estava sem tomar nada, mesmo me sentindo ótima, bateu um medo, mas um medo. 
    Na verdade, eu já não sabia mais o que fazer, o que tomar, em que tratamento confiar, estava tentando tomar a melhor decisão.

  Pois bem, eu tinha entrado com o pedido de Auxílio Doença no INSS, na terça-feira passada, minha advogada me mandou uma mensagem com o dia e horário da perícia, e aí eu pirei, pirei e piorei, parei de dormir e minhas pernas ficaram imprestáveis...comecei a fazer cosplay do cadeirudo, baixou o filhote de girafa!

    As dores na lombar e nas pernas voltaram com tudo, de 0 a 10, a nota era 11, muito mal humor, na verdade eu não sabia o que fazer, não queria dar o braço a torcer e trocar de tratamento, eu nunca quis ficar refém de SUS. 
    Um dos documentos que eu tenho que levar na perícia, é um laudo atualizado com a pontuação da EDSS. Mascamos uma consulta com o segundo neurologista que me atendeu lá atrás... O que eu dei o livro da vitamina d de presente, lembram???
    Passamos com ele, ele analisou minhas ressonâncias, me examinou, fez algumas perguntas e pimba, agora estou 4,5 na escala, em novembro era 4,0, em três meses foi pra 4,5. Ui, isso dá um friozinho na espinha que só eu sei.
    Falamos sobre tratamento e ele concordou com a Neuro de novembro, que o Aubagio seria o mais indicado agora.
    Gente, na boa, eu sempre deixei claro que se precisasse mudar de tratamento, à qualquer momento, eu trocaria, não disse que concordo, mas enfim, é o meu corpo avisando que coisas ruins estão prestes a acontecer, eu tenho que parar, pensar e chegar na melhor decisão e entendi e por hora aceitei que vou tentar o convencional.
    
  Amanhã é minha perícia, estou bem ansiosa, nervosa, apreensiva, eu preciso do dinheiro do benefício, preciso fazer uma aula de dança, um pilates, preciso comprar minhas vitaminas, preciso bancar o meu tratamento. Eu já estava preocupada com a grana pra bancar o Protocolo, ano passado não consegui passar em consulta por falta de grana... Não tá certo né, você fica doente, não põe dinheiro nenhum em casa e ainda dá despesa.

    Saí do consultório do neuro com a receita do medicamento, mas quem disse que a farmácia de alto custo atende o telefone??? Não atendem, cheguei a ficar das 11:00 às 14:00 direto e nada, é pior do que ligar pra rádio, tentei ligar no Hospital Mario Covas e pedir a informação por lá mesmo, e lá eles atendem o telefone, só que desligam,  derrubam a linha. 

    Acho que agora vou ter que comprar essa briga, será que esse povo acha que a gente tá ligando lá pra que??? Bater papo, contar piadas, claro que não, é em busca de informação, custa os fdp atenderem a merda do telefone... Agora eu tenho que ir pessoalmente até lá, apenas para perguntar se tem o remédio ou não?!!!
    Claro que não, já soube através do face, que não tem, apesar dele ter sido incluído na lista de medicamentos fornecidos pelo governo em 04/2017, e que eles teoricamente, tinha que começar a distribuir nas farmácias em 180 dias, estamos no Brasil minha gente.
     Estamos no país em que não tem remédio na farmácia de alto custo, não tem atendimento digno e de qualidade no SUS, e não tem benefício .
    Nós portadores de Esclerose Múltipla, não conseguimos emprego....é isso mesmo, vocês sabiam que quem tem EM tem chance mínima de arrumar um emprego, ninguém quer um funcionário quer vai se ausentar várias vezes por conta de internações, ou que vai ficar com alguma sequela que possa prejudicar o seu desempenho na empresa. 
    Nós portadores de Esclerose Múltipla não conseguimos nos aposentar, porque os peritos são despreparados, porque o seu perito pode ser um pediatra, que entende merda nenhuma do seu problema, que mal vai olhar seus laudos e exames, vai julgar pela sua cara, que você está apto ao trabalho.
    A medicação que tenho que usar agora, custa por volta de R$7.000,00, aí como a gente faz???? Se com a vitamina já tava difícil, imagine agora.

   Ficar refém do SUS é o que me resta agora, mas não sou mole não! Sou teimosa pra cacete e estou preparada pra essa nova fase, e que venha os remédios, e que venham as filas e os aborrecimentos que pegar remédio na alto custo causa, bora lá.


    Amanhã torçam por mim, que esse benefício saia, seria um stress a menos!


  Grande beijo no coração!!!


    

SONHEI QUE ESTAVA CEGA!!!




Olá meus amores e minhas amoras, tudo bem com vocês???


Espero que sim, sempre.


 Na madrugada de quinta-feira, tive um sonho, um pesadelo horrível e muito vívido.
Sonhei que tinha levado o Luiz no SESC, e na volta, na Avenida Goiás, percebi que minha visão estava se apagando...como aconteceu quando perdi a visão do olho direito.
Como uma lâmpada queimando, a visão foi sumindo, ainda consegui perceber, que tanto o carro da frente quanto o que vinha atrás de mim, estavam longe, minha última reação antes de frear foi ligar o pisca.
Com o carro parado na avenida, assustada, sem saber o que fazer e com o Theo na cadeirinha perguntado:
- O que foi mamãe, porque você parou o carro aqui?
Primeira coisa que pensei foi em não assustar o pequeno.
Foram uns três minutos até que um homem se aproximasse e perguntasse se eu precisava de ajuda, se identificou como policial e eu pedi que ele me ajudasse a sair do carro.
Sem entender direito o que estava acontecendo, ele abriu a porta do carro e eu disse:
-Por favor me ajude a descer, eu não posso falar na frente do meu filho.
Ele me ajudou a descer, encostei no carro e disse:
-Moço por favor me ajuda, eu não tô enxergando, tô cega...
Ele perguntou o que poderia se eu querida ir ao hospital e eu pensei no Theo, lembrei que o Raul e o Otto estavam pra chegar da escola e eu não estaria em casa, pensei várias coisas e pedo que ele mandasse uma viatura pegar o Luiz no SESC e levá-lo até mim, para resolvermos o que faríamos, mas só depois que os meninos estivessem na casa da minha mãe.
E acordei....assustada, chorando!
Gente como é horrível não enxergar, como é assustador ficar no escuro, como me senti impotente, eu não podia dirigir até em casa, eu não podia ficar em casa sozinha com o Theo, eu não podia voltar até o SESC, não podia fazer nada, nem sabia se o o homem que estava falando comigo era mesmo policial.

Fiquei mesmo muito assustada...
Espero mesmo que isso não aconteça comigo um dia, se tiver que acontecer, espero ter tranquilidade para lidar com a situação, mas que me deu muito medo, isso deu.

Passei a sexta-feira toda lembrando daquele sonho e à noite baixou a Maria das Dores, e desde aquele dia, me dói tudo, a Fibromialgia veio dar o ar da graça, e a Esclerose veio de carona com a fraqueza e o formigamento das pernas.
Ontem sentia tanta dor na lombar que parecia que estava em trabalho de parto, uma dor que vinha da lombar pra barriga...affff.
É incrível como o emocional domina tudo e cada pedacinho do corpo dói.


                    A Fibromialgia se fosse visível seria assim.



Incrível o tamanho do estrago que um sonho é capaz de fazer!!!


Beijos meus amadinhos, uma ótima semana pra vocês.

O QUE É HIDRADENITE? | HS de Boa 01





Jéssica, moça linda, sua alegria me fez fã!!!

HIDRADENITE SUPURATIVA




     Olá meus amores e minhas amoras...



     Desde a minha adolescência, sofro com o aparecimento de caroços pelo corpo, naquela época, elas se concentravam atrás das orelhar e sobre a sobrancelha, passei anos com isso, mas era muito espaçado o aparecimento entre eles.

     Acontece que durante a gravidez do Theo, em 2012, isso piorou, piorou muito. Passei toda a gravidez sofrendo com os caroços que apareciam na virilha, eu achava que eram pelos encravados, por conta de depilação, foram vários durante nove meses, quando estourava um, já estava nascendo outro, cheguei a perder o noivado de uma amiga muito querida, pois não conseguia andar, parecia que eu tinha um ovo no meio das pernas.
     E depois que o Theo nasceu, não parou nunca mais, gente, na boa, esses caroços doem muuuuuuuuito, incham muuuuito, e quando estouram, o cheiro é muito ruim.
     Eu já tinha comentado com vocês sobre isso, postei até fotos, mas hoje estava no face, e o grupo de HS estava bem agitado, resolvi falar mais sobre o tema.

     Os caroços aparecem como se fosse uma espinha inflamada, logo começa a inchar, a pele fica vermelha e dolorida, esse caroço começa a crescer, pode chegar ao tamanho de uma bola de basebol, pode durar semanas ou meses esse desconforto antes que ele estoure, pode ser até que ele não estoure.

     Quando estoura, libera um pus que cheira mal, depois disso, pode levar dias até que a ferida cicatrize de vez, e sempre deixa cicatriz por onde passou.
     É uma doença que causa muito constrangimento, pois o abcesso pode romper a qualquer momento e... e aí é uma meleca só, suja a roupa, cheira mal, é mesmo triste.
     Nessas ocasiões eu perco a vontade de sair, de ver as pessoas, primeiro por causa da dor, porque tudo que visto o tecido pega em cima e aí já viu, e segundo por medo de estourar e passar por tudo aquilo que já comentei acima.
     
     Agora imagina, esses abcessos aparecem em lugares que a pele tem muito atrito, no meu caso: virilha e no bumbum eram os locais comuns.
     Agora imagina o quão constrangedor é, você ter que dizer pro marido, "Amor, não vai rolar, porque estou com um caroço lá onde..." melhor parar por aqui.
     Pior ainda, é quando o marido diz que você também tem saco!!! kkkkkk
     Mais pior do que ruim, é quando o abcesso dá em um  lugar onde você não consegue cuidar, espremer e coisa e tal, e precisa da ajuda do marido! Aí sim eu falo, putaqueopareo, dá uma vergonha que até choro.
    
     Mas o último, feio que tive, foi no rosto, um pouco abaixo do queixo, então acho que essa teoria de que aparece onde a pele tem muito atrito, pelo menos pra mim, caiu por terra.
     Fiquei com uma cicatriz feia no rosto.
     Engraçado, eu sempre agradeci a Deus, por nunca ter tido no rosto e pááááá!!!! 

     Depois da do rosto, já tive duas na bunda, uma na axila e agora estou com uma na axila e uma na virilha...Me sinto um chokito!


     Mas o mais importante é que ano passado, fui diagnosticada, ao menos agora eu sei o que eu tenho.

     Sei que não tem cura.
     Sei que o tratamento é com pomadas, ou medicação via oral antibióticos, anti inflamatórios, corticóides, imunossupressores...
     Sei que é chato pra caralho, dói demais, incha, me deixa extremamente envergonhada.
     Sei que os médicos pouco sabem sobre a HS, principalmente fora de Portugal, já que é uma doença daquela região.
     Sei que atinge mais mulheres do que homens.
     Atinge 1% da população mundial.


     As causas mais prováveis são:

    1- stress e problemas hormonais.
    2- obstrução do folículo piloso
    3- predisposição genética 
    4- disfunção auto-imune
    5- suor em excesso
    6- falta de Vitamina D no organismo - "discordo pois tomo 150.000UI de vitamina D todos os dias"








     Só para vocês terem uma ideia de como é fácil lidar com isso...



    link da página do face, onde publiquei o vídeo de um dermatologista português falando sobre a HS.


https://www.facebook.com/brancaesclerosada/


     

     Bom meus amadinhos, por hoje é só, grande beijo no coração de vocês.

     Não esqueçam de seguir o blog e compartilhar com os amigos...


     

     Fuiiiiiiiiiiii...



     

A REFORMA!!!



   

           Olá meus amores e minhas amoras, tudo bem com vocês????!!!

          Como eu tinha dito, o final do ano foi bem agitado, fizemos uma reforma e aí já sabe. 
          Contratamos um empreiteiro para fazer a reforma e com ele e sua equipe foi show, não tenho sequer uma reclamação a fazer, os caras foram super profissionais e realmente sabem o que fazem. Se comprometeram em fazer tudo em 14 dias e para nossa surpresa, terminaram em 13 dias, acreditam, terminaram um dia antes do previsto. Show!!!
        Só que... durante a reforma, acabamos encostando na garagem as portas e janelas que foram retiradas e que não íamos mais usar, até que passa um cara aqui, se interessa, vai conversar com o Luiz e diz que é pintor, final das contas, Luiz e ele fizeram um bem bolado em que o cara ficaria com as portas e janelas, e mais um troco e faria toda a parte de acabamento, eis que começa o meu inferno.
      Pense num cara porco...porco não que não quero insultar os animais, imundo, relaxado, preguiçoso, vagabundo resume o pintor.
     Sabe todo o nervoso que não passei com 4 pedreiros o dia inteiro quebrando tudo em casa, eu passei com o filho da puta do pintor. 
    Gente do céu, o infeliz não lixou nada, nenhum rodapé, nem a porta e a janela, ele foi metendo massa corrida e pintando em cima, sem passar lixa, que ódio. 
    Nos  primeiros dias dele aqui, estávamos sem luz, então não dava pra ver as cagadas, até que veio a luz, quando acendemos a primeira lâmpada, o inferno começou...tudo que a gente olhava estava ou mal pintado, ou não estava lixado, ele acabou com o meu lavabo, passou tanta massa nas paredes que nem o Hulk conseguiria lixar depois...manchou todo o piso novo, cagou tudo o que fez. 
    Resumindo, quando ele disse que tinha terminado, eu estava de bengala de tanto nervoso que passei com ele, affff!
    Que Deus me livre de gente assim, não posso nem ouvir falar o nome dele. 
    Acabou que eu e o Luiz refizemos boa parte do trabalho dele e fizemos coisas que ele não havia feito, acabou dando certo!

   Vamos para a parte bos, a casa agora, é a casa dos nossos sonhos, a casa que nos dá prazer de voltar porque ficou a nossa cara, aconchegante, acolhedora, iluminada, espaçosa....tudo que sonhamos se realizou na casa.

   Mas antes dela ficar a casa dos sonhos....

   








      Passamos por esses momentos!!!

     Mas valeu tanto a pena...tanto, agora passaremos um período comendo alface com água, mas valeu muito a pena;


    E esse é o antes e depois que eu havia prometido a vocês meus amadinhos...













       O que eu tenho pra dizer de tudo isso, é que sou muito abençoada, que tudo acontece quando tem que acontecer, esperamos tanto por isso e agora.....é real.
      Nunca gostei tanto de cuidar do meu cantinho, nunca fiz minhas tarefas com tanto carinho, até me esqueci da fadiga e estou me sentindo mais saudável do que nunca!!!
     Como uma mudança pode refletir na vida das pessoas não é mesmo.

     Se quiserem o contato da equipe mará que fez esse milagrinho aqui em casa, escreva nos comentários que eu passo com o maior prazer do mundo.
    Se quiserem o contato do pintor filho da puta, nem me peçam...quero que ele morra kkkkkkkkkk.

    Lourenço, Bibi, Gian e Turbina, minha gratidão pelo trabalho perfeito que fizeram aqui na casinha!!!


  


Lourenço colocando o número da casa, último detalhe!




    Régis, minha profunda revolta pelo monte de merda, que você fez aqui na casinha e que eu e o Luiz tivemos que refazer!


    Grande beijo no coração de vocês!





TEMPOS DIFÍCEIS



Olá meus amores e minhas amoras, quanto tempo heim...

A vida está muito, muito corrida, vocês nem imaginam!!!

Final de ano chegando, as provas finais dos meninos, lições e mais lições, entre outras coisas.

Raul ficou doente esses dias, foi um vai e volta de pediatra, hospital, exames que sinceramente, cansei. Agora, ele está melhor, mas toda essa correria me deixou muito fadigada.

Esses últimos dias foram difíceis pra mim, revezei entre dias em que me senti mal, e dias em que me senti menos mal, se é que isso é possível. Dores e mais dores e más notícias contribuíram bastante para isso.

Infelizmente a banda perdeu dois músicos, a correria do dia-a-dia fez com que Gunhal e Wanys deixassem o projeto e vocês sabem o que isso significa não é...
...procurar novos músicos, retomar os ensaios, praticamente começar do zero. Justo agora que estávamos entrosados, ensaiados e com datas de shows, enfim, vida que segue, como eu disse pro Luiz, a Banda Urca é uma banda rodoviária, pessoas vem e vão, mas fica uma grande amizade e isso é o que importa.

Mas sinceramente, estou cansada viu, cada vez que isso acontece eu brocho a tal ponto, que dá vontade de desistir sabe, largar a música e foda-se, mas aí penso, é a única forma que tenho de ajudar em casa, mas eu já deveria ter me acostumado, sempre que alguma coisa está caminhando como eu esperava, acontece algo e ... dá merda.


De boa, nem sei mais... Ando me cobrando demais em todas as áreas da minha vida sabe, como cantora affffff, não depende só de mim, dependo de outras pessoas para alcançar o que quero, como mãe, tá muito complicado, não tenho energia para acompanhar a pegada dos meninos, estou sempre sem paciência e mal humorada, tudo o que eles fazem me irrita, mas na verdade o problema sou eu e não eles, eles são crianças, e crianças saudáveis o que é melhor ainda, mas a mãe não, a mãe tem dias bons, dias ruins, dias péssimos e ultimamente não tenho tido dias bons.
Querendo ou não isso acaba refletindo na vida deles, é triste sabe... as vezes estou vendo tv e passa algum comercial de família, com a mãe brincando com os filhos, se divertindo e sorrindo é quando me pega, percebo que essa merda dessa doença está me atingindo de uma forma que eu não estou lidando bem, como mãe, tenho sempre que me superar, tenho que tirar energia de onde não tenho, tenho que ter paciência e bom humor, mas não é o que está acontecendo e a frustração bate forte mesmo. Eu posso falhar em qualquer papel na vida, menos nesse porque tudo passa muito rápido, o Raul está com 12, o Otto com 11 e o Theo com 4, e parece que foi ontem que eles eram ainda bebês no meu colo, os dias estão passando e eu estou perdendo muita coisa, deixando de viver muitas coisas com eles, a maior parte do tempo em que estamos juntos, eu estou dando broncas e de cara feia, não é esse tipo de lembrança que quero que eles tenham de mim, não é esse tipo de infância que quero que eles tenham e muito menos, esse tipo de mãe, mas o que posso fazer???
Todas as noites quando falo com Deus, eu peço ajuda para ser amanhã, uma mãe melhor do que fui no dia de hoje, mas isso não está acontecendo.

Cuidar da casa, das roupas, fazer comida, cobrar que tomem banho, ou façam a lição faz parte, mas não é só isso, tem todo o resto que é o mais importante, a qualidade do tempo que passamos juntos, e passamos bastante tempo juntos, mas por minha causa, não tem qualidade.
Sinto saudade da mãe que eu era quando o Raul nasceu...

Mas aqui não é muro das lamentações não meus amigos...
Tenho uma notícia legal, estamos nos preparando aqui em casa, para uma reforma, aquela reforma que estamos planejando a anos, vai sair do papel finalmente... Ainda não definimos o dia do início da obra, mas já contratamos o profissional que vai fazer o milagre aqui em casa, estamos também contando com a ajuda do meu cunhado que é arquiteto e tá cuidando do projeto, já está tudo conversado, agora só falta começar!!!

Pretendo fazer um diário da reforma muito em breve, vocês vão poder acompanhar todo o quebra quebra que vai rolar.


Beijos no coração!




PORQUE EU SUMI...



Olá meus amores e minhas amoras, tudo bem com vocês???

Espero que sim!


Então pessoal, devem ter percebido que dei uma sumida aqui, na página do face também, e hoje vim lhes contar o motivo.


Eu não ando me sentindo muito bem há dias...na verdade acho que já faz um mês ou mais.


As pessoas me veem sorrindo, brincando e acreditam que está tudo, mas é apenas o meu jeito de lidar com a situação, tenho que confessar que as vezes eu desabo.


Tenho sentido muitas dores que me persegue durante o dia todo, as vezes acordo durante a noite por conta delas, uma fadiga monstra que me derruba mesmo, mas o pior nem é isso...


Esses dias passei em uma consulta com uma nova neurologista, e o que ela me disse mexeu muito comigo, ela disse, analisando as minhas ressonâncias, que tenho novas lesões e que a EM está progredindo, disse também que o tratamento que estou fazendo não está fazendo efeito, disse que se a Vitamina D sozinha, fizesse realmente algum efeito, a Anvisa já teria aprovado e todos os pacientes usariam apenas ela.

Ela também fez alguns exames e notou que estou perdendo as forças das pernas, tenho sensibilidade diminuída nas pernas e pés, e constatou que meu EDSS aumentou de 3.0, para 4.0 em um ano.
Me recomendou um novo medicamento que só será liberado ano que vem, disse que eu não deveria esperar até lá e que eu deveria começar agora com injeções. Perguntei a ela se essas injeções vão me fazer sentir mal, e ela respondeu que apenas nos dias das aplicações, que podem ser diárias, ou em dias alternados.

Quer dizer que, o meu tratamento não está fazendo efeito, "Apesar de não ter tído surto comprovado com internação e pulsoterapia no último ano", e eu preciso urgentemente trocar a Vitamina D, primeiramente por um medicamento injetável,  que só me fará passar mal nos dias de aplicação, que seria dia sim dia não, e posteriormente por uma medicação via oral.


Hum não sei, o que eu e o Luiz decidimos, é que vou passar em consulta com a Dra. Bianca, ouvir a opinião dela, e mediante isso, decidiremos o que é melhor agora.


Fato é que... não preciso fazer exames pra saber que estou perdendo força nas pernas, que a sensibilidade está diminuída, que sinto muitas dores que não passam com remédio nenhum, que tenho urgência urinária, dores de cabeça, fadiga...enfim, o corpo é meu, e embora não seja perita, eu sei bem o que está acontecendo. Assim como sei que a Esclerose é progressiva, e que surtos deixam sequelas, como a minha visão diminuída e minha marcha mais lenta. 


Também sei que existe uma briga enorme entre os Neurologistas convencionais, e os médicos do protocolo. 

Briga essa, que deixa os pacientes desconfiados e sem saber quem está falando a verdade.

Acontece que fico mesmo muito incomodada, quando um médico olha pra mim, e diz, que vou parar em uma cadeira de rodas, isso é muito cruel, essa frase é assustadora, tem que ser dita? As vezes sim, mas que tal dizer com um pouco mais de sensibilidade! É só uma sugestão...


Nesses últimos dias, teve dias em que precisei da bengala, por conta das dores, da fraqueza, e esses dias são aqueles em que não fico muito simpática sabe...tipo, fico em casa quietinha, não quero muito conversar com as pessoas, mas é puro medo....Ninguém faz ideia do que passa na minha cabeça em dias assim.


Hoje conversei com minha mãe, sobre o que a Neurologista me disse, não queria ter falado pra ela, é sofrido sabe, ela fica mal, chora, por outro lado como posso esconder da minha mãe coisas que podem sim acontecer. Como posso deixar que ela me veja nervosa, aflita, irritada com tudo, sem saber o motivo, é muita sacanagem né.


A verdade é que me sinto sem forças, me sinto em uma partida de ping pong, em que de um lado da mesa, está o tratamento convencional, e do outro lado, o tratamento alternativo e eu... eu sou a bola,  sendo jogada de um lado pro outro, impotente!


Entendam, não estou aqui dizendo que um ou que o outro tratamentos não funcionam, ou não são bons, não é isso, também não estou desmerecendo o trabalho da Neurologista que me atendeu, que é muito competente e especialista em EM... ou da médica que me atende no protocolo, que também é muito competente, estou perdida, pela primeira vez desde o meu diagnóstico, estou perdida e triste.


Já não basta carregar todo esse peso da EM, ainda ter que pensar que talvez o tratamento que escolhi, que até agora me fez sentir bem, pode não ser o mais indicado pra mim...


Difícil.



Grande beijo no coração de vocês!!!